Como conquistar mais clientes na advocacia através da internet e respeitando a OAB

conquistar clientes advocacia internet respeitando oab
 Hoje vamos abordar um tema que não se restringe apenas a uma área do direito, mas à todos os advogados: como conseguir clientes através da internet sem desrespeitar as normas da OAB e de modo ético. Acredite, isto é plenamente possível!

Compreendo o receio de muitos em deixarem de utilizar qualquer ferramenta digital, como o marketing, receosos em violar as normas da OAB e acabar respondendo ao Tribunal de Ética.

Entretanto, devemos entender que não é todo o tipo de publicidade que é vedada na advocacia. Desde que observadas algumas normas, a divulgação do marketing jurídico é permitida.

Então, confira todas as minhas dicas e tente aplicá-las em sua carreira advocatícia. Tenho certeza que colherá bons frutos!

Mas antes de irmos ao conteúdo, tenho um convite para você que já acompanha o blog. No nosso Perfil do Instagram (@desmistificando) você pode ter acesso gratuito à dicas e informações práticas que produzimos em posts e lives, basta seguir e acompanhar a gente por lá.

*Artigo publicado primeiro no blog Desmistificando o Direito: Como conseguir clientes na advocacia pela internet sem ofender a OAB.

1) É permitido conquistar clientes na advocacia através da internet?

Conquistar clientes na advocacia através da internet é perfeitamente possível, desde que sejam respeitadas as normas da OAB e o Código de Ética.

A publicação de conteúdos técnicos relacionados ao Direito é permitida desde que de maneira informativa.

Não existem vedações em relação ao formato do conteúdo, podendo ser post, tweet, vídeo, podcast, artigo, stories ou que considerar mais pertinente. Entretanto, o que for publicado não deve possuir teor que estimule o litígio, faça a autopromoção do advogado ou contenha formas de angariação de clientela.

Por exemplo, não é permitido publicar algo como “Contacte o nosso escritório hoje mesmo para obter o seu BPC. Somos os melhor escritório previdenciário da região”, mas você pode publicar um conteúdo informando sobre as novas regras do Benefício de Prestação Continuada.

Informar pessoas e elaborar um conteúdo de relevante, irá ajudar a transformá-lo em uma autoridade no tema. Esta simples ação vai proporcionar confiança naqueles que consomem o seu conteúdo, de modo a se tornarem potenciais clientes.

Tem um artigo bem completo que escrevi sobre marketing jurídico digital. Recomendo que reserve um tempinho para ler, pois é um excelente complemento para o que estamos conversando aqui!

2) Dicas práticas para o advogado conseguir clientes pela internet respeitando a OAB

Como agora você já sabe que é possível conseguir clientes na advocacia pela internet de forma ética, vou compartilhar algumas dicas que vão ajudar a colocar em prática tudo o que falei!

2.1) Tenha o seu perfil profissional nas redes sociais

É bem provável que você já tenha um perfil pessoal nas redes sociais, onde compartilha conteúdos para a família e amigos.

Contudo, aconselho que crie um perfil profissional. Vou te mostrar como isso é importante!

Ao criar o perfil profissional, você adiciona suas informações profissionais essenciais, como nome, áreas de atuação, contato e o número da OAB. Estes dados ajudarão a promover a sua comunicação com os clientes, assim como o seu trabalho.

Além disso, você direciona as suas publicações à contatos profissionais e clientes. Percebe como isso facilita a delimitação do seu público-alvo? Desta forma, as chances de construir parcerias e assinar novos contratos aumentará de forma significativa.

Igualmente, você passa a transmitir uma imagem de seriedade do seu escritório e da sua carreira advocatícia como um todo. O resultado é um tom mais institucional, já que o foco do conteúdo será o trabalho desempenhado pelo advogado e sua equipe, assim como a sua área de atuação e rotina profissional.

É importante lembrar que posicionamentos pessoais relacionados à religião, política, ideologia etc., devem ser limitados ao perfil pessoal. A publicação de predisposições pessoais no perfil profissional pode não agradar a todos e, consequentemente, ocasionar a perda de seguidores, parceiros e clientes.

Então separe a vida online pessoal da vida online profissional. Combinado?

2.1.1) Interaja com seu público

É preciso interagir com aqueles que acompanham suas postagens e publicações. Portanto, dedique um tempo do seu dia a isso!

Responder às perguntas, ler comentários, perguntar sobre quais temas eles gostariam que você falasse, qual o formato de conteúdo preferem etc., demonstra comprometimento com seu público e dedicação aos seus projetos profissionais. Quem precisa de um marketing melhor do que este?

Jamais esqueça: interação é o canal para gerar confiança e conquistar os clientes!

Tenha em mente que o comportamento nas redes sociais pode ser interpretado como um espelho da sua “postura offline”. Ao demonstrar uma conduta competente, comprometida e sólida na sua vida profissional, os seus seguidores passam a confiar em seu trabalho, mesmo que nunca tenham se conhecido pessoalmente.

2.1.2) Respeito às normas éticas

Conteúdo de caráter informativo é diferente de conteúdo com caráter consultivo gratuito. Como citei anteriormente, as publicações devem ser apenas informativas.

Desse modo, você não deve usar seu perfil em rede social para efetuar consultas gratuitas. Não realize consultas de graça por mensagens privadas, direct ou inbox. Esta prática é vedada pela OAB.

Contudo, uma dica que costumo dar é que você utilize as dúvidas dos seguidores para elaborar conteúdos informativos sobre o assunto.

Olha o exemplo: você foi consultado por uma pessoa que desejava saber se teria direito de receber o Benefício de Prestação Continuada. É vedado realizar uma consulta de graça, porém você pode elaborar um post informativo, contendo explicações das regras para a concessão do BPC.

Com base neste post, os interessados na requisição do benefício, poderão contactá-lo no privado e então você iniciará o atendimento do cliente que está habituado a realizar. Entendeu o raciocínio?

É necessário valorizar a classe, por isso respeite a tabela de honorários da OAB e as normas da entidade. Com exceção das causas pro bono, não preste serviços em valores inferiores ao estipulado pela Ordem!

2.2) Escolha a forma do conteúdo e a temática

Depois de criar sua página ou perfil profissional, o recomendado é que defina o formato do conteúdo que será publicado: posts, podcast, stories, vídeos, tweets etc.

Evidentemente que o formato depende da plataforma ou rede social em que será divulgado. Contudo, busque privilegiar os formatos de conteúdos que são mais consumidos pelo seu público-alvo, desta forma a probabilidade de que sua mensagem seja recebida pelo seu potencial cliente é maior.

Um ótimo jeito de publicar conteúdo e deixar claro para os clientes que você tem o domínio do assunto, é escrevendo um blog jurídico. Contudo, sei que nem todos os advogados voltam sua atenção para esta alternativa!

Pensando nisso, escrevi um artigo contando para vocês um pouco da minha experiência e compartilhando algumas dicas práticas sobre o tema: Blog de Direito – 7 Dicas da Alê para um blog jurídico de Sucesso. Está bem completo, super recomendo a leitura!

Além disso, também é necessário que você escolha quais os temas serão abordados em suas publicações.

Aqui a dica é dar preferência à assuntos relacionados à sua área de atuação. O motivo é fácil: ao falar sobre um tema no qual tenha uma maior proximidade, prática e conhecimento, a elaboração do conteúdo se torna mais simples!

Como o objetivo é conquistar clientes na advocacia através da internet, é mais inteligente compartilhar um conteúdo direcionado à área do direito em que você presta ou deseja prestar serviços.

2.2.1) Produza um conteúdo personalizado e de qualidade

Jamais “poste só por postar”. Apesar de tentador, é melhor você não cair nesta armadilha.

Selecione um tema, se aprofunde no assunto e elabore um conteúdo que impactará a vida de quem está consumindo. Ao concentrar-se em entregar um conteúdo relevante, a atração dos clientes em potencial será uma consequência natural deste trabalho!

Esta não é uma missão fácil, mas é um ponto primordial para aqueles que desejam crescer de maneira sólida na internet.

Também não cometa o erro de publicar jurisprudências, informativos ou leis. Caso você leu o texto e se identificou com um assunto, procure criar o seu próprio conteúdo a partir destas informações.

Tenho certeza de que ficará bem mais interessante aos seus clientes e efetivamente irá conquistá-los!

2.3) Utilize a linguagem adequada

Faça o seguinte raciocínio: se o propósito é conquistar clientes na advocacia pela internet, a quem deve ser voltada sua comunicação? Pois é, aos clientes!

Contudo, grande parte dos advogados insistem em utilizar uma linguagem complexa carregada de termos jurídicos (o que conhecemos como “juridiquês”), sendo um erro comum de suas publicações.

Tenho ciência de que vários acabam agindo assim de maneira automática, ou então por acreditarem que utilizando um vocabulário mais difícil irão impressionar os clientes. Porém, devo dizer que isso gera um efeito totalmente ao contrário!

Afinal, se o potencial cliente não compreender o que foi dito, de que forma ele irá entender que o conteúdo compartilhado pode solucionar justamente o problema dele?

Os assuntos do meio jurídico já são muito complexos, simplifique a vida do cliente. Ele não está ali para ter uma aula de direito e dominar todos os conceitos da matéria, ele apenas busca resolver um problema.

Então, busque utilizar uma linguagem simples, que auxilie no entendimento do assunto.

Quanto mais simples e natural a linguagem, melhor. Se o potencial cliente entender o tema, ele naturalmente passará a ter mais confiança em você e a acreditar que pode realmente ajudá-lo a solucionar qualquer problema jurídico.

Talvez esta seja uma das dicas mais importantes. Portanto, aplique esta lição no seu cotidiano no escritório e não só na “vida online”!

3) Como captar clientes na internet de forma ética: Por onde começar? Confira o vídeo!

No dia 28 de abril de 2020, eu e o Dr. Bruno Carneiro fizemos uma live muito legal no Instagram do Desmistificando, na qual conversamos sobre como começar a captar clientes na internet de forma ética.

Foi um sucesso, por isso decidimos deixar gravado, justamente para que outros colegas conseguissem assistir depois!

Veja o vídeo da live abaixo e aproveite para seguir a gente no @desmistificando!

4) Conclusão

No artigo de hoje, procurei apresentar a melhor forma de conseguir clientes na advocacia pela da internetcumprindo todas as determinações da OAB e de maneira ética.

Desejo que você construa uma imagem sólida na internet, fazendo com que sua carreira alavanque e assim atraia mais e mais clientes.

Espero que todas as recomendações tenham sido úteis e que tenham esclarecido várias dúvidas de vocês. Agora busque colocar tudo o que aprendeu neste artigo em prática, tenho certeza que terá sucesso!

Aliás, deixe seu comentário caso queira saber mais sobre este tema. Tenho várias ideias de artigos para escrever sobre isso, mas antes preciso do feedback de vocês! 😊

Matéria selecionada por Laryssa Abade.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s